segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Jogo Aberto.

Postado por Beka às 16:13

Preciso de você,será que não entende ? Preciso dos seus beijos,preciso do seu abraço,preciso sentir seu corpo no meu.Por que é tão difícil para você escutar isso,se é a mais pura verdade.Será que não entende que esta fugindo? Que ao sair por essa porta,vai estar fugindo de tudo o que vivemos, e de você mesmo.Ele então fechou a porta e voltou a sentar.Me disseram para mentir,para não falar o que sinto,para fingir o que não sou, e talvez assim eu conseguisse seu amor.Mas que saber,cansei de fingir!  Que o mundo cai sobre a minha cabeça,que um onda enorme nos engula,que a escuridão tome conta de tudo.Mas não vou permitir que você vá embora,não antes de dizer tudo o que sinto,não antes de você admitir que também sente.Eu menti,manipulei,briguei comigo mesma todos os dias,e quando saiamos para jantar,me mascarava, e para que ? Se no final,você esta indo embora do mesmo jeito.Ei, olha aqui, bem fundo nos meus olhos, e me diz que não significo nada para você.Olha nos meus olhos e diz que não pensou em mim quando estava dormindo,ou que a minha imagem nunca surgiu do nada na sua cabeça.Qual problema nisso? Eu também faço jogo duro,mais estou farta já.Quando o telefone toca,saio correndo para atender e quando vejo que é você meu coração quase sai pela boca,quando sei que vou te ver,minhas pernas tremem.Por dentro esta tudo a mil por hora,mas por fora tudo tão calmo.Vamos,diga pra mim que isso também não acontece com você que te deixo ir,te devolvo a chave do carro e não te procuro nunca mais.Agora pense bem,quando digo nunca é nunca.Não vão mais existir telefonemas,mensagens,jantares,nem gargalhadas,nada .Nem o som da minha voz,nem meu perfume,simplesmente um adeus. Sim,é óbvio que me apaixonei,mas vou fazer questão,de não pensar nisso (...)  Ele escutou tudo em silencio,e em silencio levanta ,anda até porta gira a maçaneta e sai, sem dar uma adeus,sem olha para trás,também nem teve coragem. E se olhasse para tras poderia vê-la chorando compulsivamente,escorregando aos poucos pela parede,tomada pela dor,uma pontada em seu coração a cada frase,dita e não dita por ele.Após alguns minutos, a porta abre ele olha em seus olhos e a toma nos braços.Um beijo,e uma única frase : Sim, Eu te Amo.

1 comentários:

rafitcha disse...

Lindooooooooooooooo... Ameiiiiii!!! De paixão me vi em cada palavra dita por tu beka na moral... bjux amo tuuuuuuu ♥

Postar um comentário

 

Conforting lie Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review