sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Recomeçar.

Postado por Beka às 19:21 0 comentários

Vem,volta pro meus braços, preenche esse vazio em nossa cama.
As noites estão tão solitárias sem teu abraço reconfortante,sem o barulho da tua respiração,sem os teus sussurros no meu ouvido esquerdo.
Vem e traz de volta a esperança perdida.
Vamos esquecer todas as palavras ditas,todas a lágrimas derramadas, todas as brigas. Traz de volta tuas roupas e ocupa teu lugar na minha vida novamente,que já não agüento mais lutar.Anseio teus beijos molhados, lentos, rápidos. Quero a chuva, o carro, e a transpiração.
Desejo tuas mãos escorregando pelo meu corpo não tão perfeito.Desejo minhas mãos desvendando teus músculos,beijando teu corpo suado,cravando as unhas em tuas costas largas.Quero aquela proximidade,lenta,o bafo de tua respiração ofegante em meu pescoço.Preciso de teu olhar, dos movimentos, do sentimento, do tesão. 
Eu sei, erramos nos magoamos, talvez tenha me envolvido além. Mas não importa, tenho que ouvir tua voz durante a madrugada, tuas ligações inesperadas, toda aquela excitação.
 E isso esta me matando,me enlouquecendo, estou me afogando nas lembranças e já não quero mais lutar. Então volta com aquele sorriso e aconchegue-se aqui em meus braços, deita teu corpo no meu e vamos recomeçar toda nossa historia errada de novo (...)

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Choro...

Postado por Beka às 16:36 0 comentários


Choro, pois já não aguento mais essa dor em minha alma.
Choro, pois o vazio aqui no meu coração continua intacto.
Choro quando meu corpo clama pelo teu,quando sinto falta do teu calor durante a fria madrugada, quando as lembranças reaparecem tão vivas como aquele adeus incompleto.
Choro todas as vezes que me sinto presa a você.
Choro enquanto percebo o quanto estou acorrentada ao passado, a nossa história, as suas palavras.
E então eu fujo, não assumo, esqueço, torno-me alguém insensível, um monstro talvez. Um assassino dos meus próprios sentimentos e pensamentos. Matando todos os dias cada pedaço de você existente em meu corpo, cada mísera luz impregnada em minha alma. 
Passo dias o culpando pelo meu sofrimento interminável, o culpando pelas lágrimas, pela minha frieza, por me afasta dos contos de fada, da esperança de um final feliz.
E são em dias como esse, dias que não duram, dias de ódio, de lágrima, de rancor, que só me fazem lembrar, do quanto não consigo odiá-lo ou culpá-lo.São dias como esse, que me lembram este sentimento do qual fujo,esse que não deve ser nem ao menos escrito, e que é bem maior que todos o outros. 
Eu sei, eu preciso seguir, mas ainda não encontrei uma maneira de quebra estas correntes. Não encontrei um antídoto para me desintoxicar de você, do seu cheiro, dos seus lábios. 
Sim, quero dar as costas ao passado, olhar em teus olhos e realmente por um fim nisso tudo...mas não consigo,sou estúpida,fraca e apaixonada o que mais posso fazer, a não ser viver ?

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Desabafo.

Postado por Beka às 19:47 1 comentários


E se nada estiver dando certo? 
E se seu mundo estiver despedaçado e nada mais lhe restar? 
E se você estiver sustentando-se na dor dos erros cometidos?
E se não existirem mais lágrimas a serem derramadas? 
Tenho sobrevivido, aguentado, forjado uma felicidade que não sinto há muito tempo. 
Tenho me afastado daqueles que jamais me perdoaram.
Tão sufocada, tão farta de assuntos passados.
Às vezes sinto tanta dor, tanta vontade de sumir.
Às vezes canso de ser forte, de encarar tudo.
Às vezes tudo que quero é desabar, é dizer adeus a estes fantasmas do passado.
Tenho tanto sentimento guardado aqui dentro, tantas palavras trancadas, tantos desejos, tantas vontades. 
E do nada,sinto uma raiva quase que incontrolável, uma raiva só minha, que não merece nem ao menos ser compartilhada com alguém.  Esse medo da solidão, esse ódio das circunstâncias,dos acontecimentos passado, do presente,  medo do que virá (...)
Sinto-me tão cansada, tão cansada de tudo, das situações, dos rancores, das memórias de longo prazo. Tão exausta de lutar, de seguir, de sorrir. Tão deprimida, triste, chorosa. 
Eu só queria pode dizer, sentir, deixar a máscara cair, sorrir quando realmente tiver motivos. 
Queria apenas me livrar deste orgulho, que não me deixa nem ao menos entristece. 
Sentindo meu coração sangrar, sofrendo calada, engolindo cada choro e cada dor. É assim que me sinto,e é este meu longo tormento.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Deslizes.

Postado por Beka às 08:22 0 comentários

Não sei porquê insisto tanto em te querer,se você sempre faz de mim o que bem quer.Se ao teu lado sei tão pouco de você,é pelos outros que eu sei quem você é.Eu sei de tudo, com quem andas, aonde vais,mas eu disfarço o meu ciúme mesmo assim.Pois aprendi que o meu silêncio vale mais.  E desse jeito eu vou trazer você pra mim.E como prêmio eu recebo o teu abraço.Subornando o meu desejo tão antigo.E fecho os olhos para todos os teus passos.Me enganando,só assim somos amigos. Por quantas vezes me dá raiva te querer,em concordar com tudo que você me faz.Já fiz de tudo pra tentar te esquecer.Falta coragem prá dizer que nunca mais. Nós somos cúmplices.Nós dois somos culpados.No mesmo instante,em que teu corpo toca o meu.Já não existe,nem o certo, nem errado,só o amor que por encanto,aconteceu. E é só assim que eu perdoô os teus deslizes. E é assim, o nosso jeito de viver.E em outros braços tu resolves tuas crises.Em outras bocas não consigo te esquecer,Te esquecer(...)

Fagner.

sábado, 29 de outubro de 2011

Saudade.

Postado por Beka às 14:49 0 comentários

Saudade(...)Saudade que invade meus sonhos e atormenta meus pensamentos.Saudade que me faz refletir,que tira minha concentração e que muitas vezes, dói, magoa. Tenho saudade dos amigos que perdi, do tempo que passei ao seu lado, das noites escuras e estreladas, do tempo que a inocência pairava em meus olhos, daquele tempo gostoso onde a unica preocupação era qual seria a  brincadeira de hoje. Tenho saudade de sair por aí, de ser feliz, daquele menina que existia aqui dentro(...) As vezes choro saudosa, implorando aos céus que me deixem voltar, que me deixem reviver, que me forneçam uma maquina do tempo so por alguns minutos, para que eu possa  abraçar e dizer o quanto eu amo.
Sim, Saudosa estou. Saudosa ficarei. Com a certeza de que a vida a continua,com a certeza que errei,que cai. Mas não me arrependo,aos poucos me levanto,aos pouquinho me reinvento,amadureço e reconquisto a mim mesma.

sábado, 15 de outubro de 2011

Sobrevivendo.

Postado por Beka às 12:57 0 comentários


Gritos escondidos, trancafiados dentro de um coração despedaçado.Tantos pensamentos,tanto há dizer,tanto sentimento há demonstrar,tanto a fazer, e nada, apenas a indiferença,a auto exclusão,a revolta.(...) Um declínio,um vazio...continua caindo esperando o chão,esperando o fim, fim este que insiste em não chegar.Um ciclo interminável e uma dor que dilata dia e noite carregada pelas suas veias,passando pelo seu corpo,ardendo,ferindo,sangrando,alimentando sua revolta,sua raiva.Uma dor que  não a deixa esquecer o passado,as palavras ditas,as lagrimas derramadas,as contidas, e ate mesmo as escondidas por traz daquele sorriso sem alegria. Seu corpo,coberto de frustrações e dores treme a cada lembrança.Lembranças de um sentimento corrosivo,devastador,que destruiu cada misero pedaço de bondade restante em seu ser. Sentimento que tirou sua paz,perturbou seu sono,seus dias,seu orgulho.Sentimento impregnado não sou eu sua alma ,mais na sua vida,no seu inconsciente,no seu destino(...)

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Você,nós,foi apenas um Ilusão.

Postado por Beka às 13:36 0 comentários


  
             
   Desejei você ao meu lado,grudado,colado.Desejei teu corpo no meu.Teus beijos lentos, rápidos,teus abraços nas noites escuras.Desejei acorda com teu sorriso,ouvir tua voz rouca no ouvido.Desejei você em minha vida,não por algumas noite e sim para sempre.Desejei até as nossas brigas,só para ouvir você dizendo  o quanto sou importante. Quis eterniza nossos momentos,torna o inconstante em constantemente. E ao desejar,idealizei qualidades que você não tinha e que nunca terá.Acreditei nas tuas falsas palavras,nos teus falsos sorrisos,nos teus falsos abraços.Acreditei que o universo conspirava por mim,que em você consegui encontrar a tão desejada felicidade.Felicidade esta que só fazia sentindo associada ao teu nome,as tuas vontades,ao teu bem-estar.Aos poucos fui te desejando e esquecendo de mim mesma.Aos poucos fui me rendendo aos prazeres da tua companhia e esquecendo o meu verdadeiro eu(...)  Nem Naqueles momentos em que só nos existíamos,e que o mundo,era apenas uma parte de nos.Naqueles momentos,em que dormíamos juntos, dizíamos coisas singulares,riamos, brigávamos.Agora eu sei que nem ali houve verdade.Dói saber que tudo que vivi ao seu lado  fez apenas  parte de seu jogo. A sua falta de comprometimento,de verdade com você mesmo,me enoja. Todos os dias,luto contra meu desejo de estar ao seu lado,procuro a menina perdida em teus braços.Todos os dias repito a mim mesma que consigo viver sem nossas aventuras.E por maior que seja a saudade,por mais difícil que seja  não te encontrar,por maiores que sejam a lembranças.Não posso querer alguém só me fez mal,não mais,pois raspas e restos não me interessam(...)

domingo, 21 de agosto de 2011

The end,abrir meus olhos.

Postado por Beka às 07:47 0 comentários


Pessoas me irritam,tiram minha paz,perco meu sono,na verdade nem sonho mais.Minhas noites são regadas a pesadelos,meus dias são sem expectativas,são de pura acomodação,como se estivesse apenas assistindo e não vivendo.E a utopia perdeu-se no realismo.Neste choque de realidade em que me encontro,a raiva,o transtorno,o sentimento de mal-me-quer, só aumentam minha aflição (...) Uma agonia dentro do meu peito,que queima,arde,inflama,que doí de uma forma quase que insuportável. Essa dor que  vai me matando aos pouquinhos todos os dia ,que destrói minha alma,tira meu sorriso,minha inocência,meus sonhos mais íntimos e profundos. E este aperto que sinto cada vez que ouço teu nome,essas lágrimas que percorrem, que escorrem, pelo meu rosto com tamanha intensidade  a cada vez que descubro tuas mentiras. Lágrimas que desabam, todas as vezes que sua mascara cai e consigo enxerga o seu verdadeiro rosto.Não gosto destas tuas varias palavras,destas tuas varias faces,deste teu cinismo frequente(..) Seguir em frente esta sendo quase que impossível,tem algo não identificado que me prende a esta historia de varios pontos finais.Não tenho raiva de você,tenho raiva de mim mesma. Tenho raiva, da minha falta de comprometimento comigo mesma.Raiva, do que sou,do que me tornei.Raiva, de ter perdido tempo em teus braços,quando não era eu a dona dos teus sonhos.Raiva, do significado que você tem pra mim,enquanto eu,não tenho nenhum para você.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Sem Forças.

Postado por Beka às 21:32 0 comentários

Já perdi a conta,de quantas vezes cheguei ao meu limite.Já perdi a conta das vezes que disse não,em meus pensamentos.Perdi as contas, das noites em que cair no chão,cansada de tanto chorar.Das vezes,em que cair no chão por falta de coragem..Das vezes, em que me ajoelhei, pedindo misericórdia aos deuses,pois já não aguentava mais nada.(...) Eu não sei ate onde vou,não sei mais o que quero.Minha vida se tornou uma areia movediça e quanto mais eu tento sair,mais presa fico.E sinceramente,cansei,cansei de tudo,cansei de todos.Cansei de mim mesma,das lutas,dos problemas,cansei da situação.E eu nem sei o que fazer,vejo tudo desmoronando,tudo acabando e fico imóvel.Aceitando tudo calada,aceitando os erros,e não fazendo nada para concerta-los. Eu preciso sair daqui,preciso voltar para o meu refugio,preciso encontrar meu caminho.E não tenho idéia de como fazer isso, se você estar ao meu lado. Não tem como continuar nessa situação.Não tem como estar ao seu lado e não me auto-destruir. Eu só necessito de força,para  me desapegar,para dizer adeus a tudo. Só que eu não sei onde achar essa força,eu nem sei se tenho mais força (...) E como uma garotinha acuada é assim que estou me sentindo.Com medo,do que vai vim. Com medo da vida,com medo de viver. Com medo da pessoas, com medo de mim mesma.

sábado, 13 de agosto de 2011

Único Responsável.

Postado por Beka às 20:48 0 comentários

Ultimamente não tenho vontade de fazer nada.Minha inspiração se foi,minha vida esta uma bagunça,ate parece que tudo desmoronou.Tenho feito o que esta ao meu alcance para não fraquejar.Tenho me concentrado naquilo que realmente importa.Tentando construir meu futuro,fazer o bem,e me dando tempo para descobrir o que eu quero,quem eu sou(...) Isso soa de uma forma tão irônica e ridícula,que chega a me enojar.Mas essa é a pura verdade,uma garota maior de idade,coberta de medo e insegurança.Uma garota que errou muito,tentado lutar pelo que ela quer,de uma forma correta.Só que a vida não é fácil,e as rasteiras são constantes,quem brinca demais acaba por se dar mal no final(...) Ando aos trampos e barrampos,ando acreditando em um futuro melhor,sorrindo para vida e para os problemas.Trabalhando minha paciência e minhas orações.Todas as noites antes de dormi peço para Deus iluminar meu caminho,para renovar minha fé,para te tirar dos meus pensamentos. Tenho lutado contra meus fantasmas,contra meus pensamentos maquiavélicos,minha manipulação diária,Tenho lutado contra mim mesma,todos os dias,toda hora,sem descanso(...) Eu sempre quis muita coisa,sempre quis coisas que não me pertenciam,sempre optei pelo caminho mais difícil.Destas coisas que não puder ter,conquistei quase todas,e agora eu me pergunto: Há que preço ? Há que custo eu consegui o que eu queria? Por quantas pessoas foi necessária passar ? E o que eu ganhei com isso ? Tudo aquilo que conquistei sempre foi pela metade .Eu nunca tive nada que fosse realmente meu,nunca tive um amor só meu,um abraço só meu.. Sempre me contentei com as migalhas,com os restos,com os dias de tédio.Sempre me fiz feliz,como a segunda opção de alguém, e pensando bem,a culpa é minha por aceitar esta situação (...) A minha vida.Minha ? Acho que não é mais minha.
Eu fiz com que ela fosse publica ! Eu me expus!Eu me auto destruir! Não foi ninguém,eu construir um castelos de cartas,pensando que ele fosse para sempre,pensando que ele nunca fosse desmoronar. 
E todos os dias me olho no espelho e pergunto : E agora,qual será  próximo passo ? Procuro respostas,procuro fé,procuro afecto,colo,palavras de consolo talvez.Te procuro do meu lado,procuro sua mão na minha,o seu abraço singular e ainda espero você em minha porta dizendo : Tudo vai ficar bem.Eu estou aqui,e vou continuar aqui.
 Procuro tantas coisas,espero tantas coisa de pessoas não merecedoras.Só que agora,ultimamente,tudo que tenho feito é visto a vida passar,é aceitado meus castigos,talvez.Não sei,resolvi me recolher,me entender,me moldar.Resolvir dar tempo ao tempo,jogar o meu destino e esperar por uma luz qualquer.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

....

Postado por Beka às 18:31 0 comentários


Quis viver tudo aquilo que nunca pude.Quis usufruir de jogos nunca permitidos.Quis fazer da minha vida uma aventura,engraçado, esta mais para desventuras neste momento.Pensei que o preço a ser pago era pouco,para aquilo que estava vivendo.Curti,aproveitei ao maximo,fiz loucuras,doei celulas do meu corpo para pessoas não merecedoras.Doei cada parte da minha vida,do meu coração desiludido e da minha alma.Doei sorrisos,e minha alegria momentânea.Quis ser maior que a impunidade,maior que as pessoas,maior que os julgamentos,que as regras e leis da sociedade.Fiz de mim aquilo que acreditavam ser,fiz dos julgamentos o que eu era (...) Criei uma imagem totalmente erradas de liberdade,daquilo de ser "dono da sua vida",do seu destino. Fui me perdendo aos poucos,perdi conceitos,pessoas,amores,afetos e tantas outras coisas,que procuro não dar muita importancia, não agora,não nesse estado em que me encontro. E as vezes me sinto tão fragilizada,impotente,sozinha,fraca,isso não condiz com o que eu sou, ou com o que eu quero ser(...) Procuro alternativas,tentando acreditar que tudo vai melhorar.Mas como ? Como acreditar em algo,se tudo aquilo que acredito desmoronou? Se perdi as redeas da minha propria vida ? Se a covardia bateu em minha porta,acompanhada da vontade de fugir,apagando o passado,o presente,so pensando no futuro ?Vontade de explodi meu mundo,a minha historia,e tentar encontrar o meio termo.Perdida,tomei uma decisão e nem sei por onde começar,nem sei como sair (...)Minha pulsação,meu corpo, esta tudo tão abalado .Olho ao meu redor em busca de alguma luz,de algo que me faça continuar, e que renove minha esperança,mas nada encontro ao não ser a escuridão da noite.Nos meus dias não existem sol.Ando sem saber por onde vou,ando por pura intuição,rezando para que o jogo vire,e que assim como uma fenix, eu possa ressurgir das cinzas(...)

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Dias como esse .

Postado por Beka às 13:17 0 comentários

Quantas vezes desejei voltar no tempo só pra não me afastar de você ? Quantas vezes dormi imaginado como seria o hoje,se não tivéssemos estragado tudo?  Sentir tanto sua falta,  que cheguei a esquecer de viver o presente e me alimentei do passado,de uma ilusão,um sonho,um conto de fadas com um final feliz que nunca chegou . Vivi de lembranças, sonhando acordada,desejando que você me enxergasse,sentisse minha falta e que sei lá, aparecesse em minha casa gritando meu nome e dizendo aquela frase que tanto esperei sair dos seus lábios. Que criasse um apelido fofo, que andássemos de mãos dadas na rua, e que você me amasse como eu te amei.Sonhei tanto,rezei tanto e esse dia nunca chegou(...) Doeu,uma dor inexplicável que mesmo depois de anos ainda me atinge. Doía te ver, te tocar,esta perto.Doía tanto que precisei de um tempo. E você  me conhece, disse coisas terríveis, acho que te magoei também. Não me arrependo, precisei disso pra amadurecer, crescer um pouquinho, para parar de sofrer tanto(...)E este ar de superioridade,e esse jeito de viver sem regras,sem preocupação,levando a vida na brincadeira, é apenas para disfarça aquela ferida,que você deixou,aquele vazio que eu não consigo preencher. È  como se meu coração não mais existisse,como seu  meu corpo todo tivesse petrificado,congelado,parado no tempo. Depois de você, eu nunca mais consegui ser a mesma,eu nunca mais me permitir viver um romance,ou me apaixonar loucamente. Eu se, é uma bobagem ,visto que eu me fechei por alguém que nunca pode retribuir meus sentimentos,que  nunca sentiu nem um terço daquilo que eu senti.Não é culpa sua, mas parei de acreditar no amor,nos contos de fadas,nos príncipes encantados.Parei de viver de utopias e partir para realidade. Não sou mais feliz do que antes, nem sou menos feliz.Para ser sincera ainda estou tentando me definir.O fato é que depois de você tudo mudou.Depois daquela ultima conversa,daqueles xingamento,daquele raiva toda,das frases ditas e do pedido mais difícil que pude fazer,  minha vida mudou,eu mudei. O que me dói é saber que você nunca vai conhecer este meu novo eu,que nunca mais seremos amigos, e boa parte disso é culpa minha.Eu gosto de você e sempre,sempre vou gosta.Você marcou minha vida,você foi meu amigo,meu confidente  e me acompanhou tão intensamente que quando fecho meu olhos ainda vejo nossa brincadeiras e meus ataques de ciúmes. E em dias como esse,meu coração aperta e sinto uma falta de conversa com você,sinto uma falta da sua amizade,do seu carinho.Mas a vida quis assim,nos quisemos assim, e  o principal eu quis assim.


Nostalgia.

Postado por Beka às 12:33 0 comentários


Algo estranho, uma sensação não identificada. Uma nostalgia, uma saudade daquilo que foi.Uma vontade de viver tudo novamente,sem tirar nem por,apenas reviver aqueles momento onde as únicas preocupações eram as notas, e as paixões platónicas.Um tempo em que tudo era mais fácil,onde a responsabilidade não existia,e tudo era motivo para um piada,um sorriso,um abraço,um carinho.Sinto falta daquele tempo,daquelas pessoas,daquele grupo.Um grupo grande com desavenças,brigas,e ao mesmo tempo com alegria,com uma vontade imensa de viver.Um grupo cheio de planos e com tanta expectativa para o futuro.Aquele grupo que mesmo com todos os defeitos e discussões,se amava,tentava se respeitar,e sempre que alguém precisava todos estavam lá,todos prestavam seu apoio.Um grupo onde o ódio e amor andavam de mãos dadas,mantendo o equilíbrio. È meio estranho  você fazer uma analise da sua vida,e escrever sobre um passado que em termo cronológico nem é tão distante assim,porem em dois anos tantas coisas mudaram,grupos foram defeitos,amizades eternas acabaram,a responsabilidade começou a pesar,o futuro, e a necessidade de seguir em frente, de ver alem daquele mundinho,simples,fútil e feliz tornou-se evidente. Pessoas mudaram, amadureceram ou simplesmente estagnaram. Tudo  vai mudando,a rotina  ,a vida ,os pensamentos,novas prioridades vão se estabelecendo ,novas regras,novas amizades eternas,novos amores,novas conquistas  a conclusão de um era  fica cada vez mais evidente . E Aquele enorme grupo que jurou ser  para sempre, aos poucos vai se desfazendo,cada um vai seguindo seu caminho,trilhando sua estrada,o contacto frequente,torna-se menos frequente,ate ficar inexistente.(...) Restando apenas as fotos,os recados na capa do caderno,os papeis com conversinhas naquela aula chata física.As lembranças do domingos assistindo filme,das festas surpresas,dos lanches na esquina,dos beijos,dos abraços,da gritaria no meio do pátio,das peladas no sábado a tarde.A certeza de que aquele tempo não volta,mas que valeu  a pena cada momento,cada pessoa,cada briga,cada lágrima derramada.A certeza de que naquela época tudo foi tão intenso e nem ouso fala que nada daquilo foi verdadeiro.O sofrimento,as dores de um  amor não correspondido,as brigas por causa de garotos,as meninas se odiando em um dia e no outro se amando tudo foi realmente intenso e sentindo. Um época que deixou marcas, com pessoas que fizeram historias, e aquela velha frase hoje passou a fazer algum  sentindo " Nos éramos felizes e não sabíamos".

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Buscando o seu Eu .

Postado por Beka às 19:06 0 comentários

Acordou naquela manhã fria e nublada, virou para outro lado e fechou seus olhos.Não queria levantar, não sentia vontade de sair daquela local seguro, não queria ter de enfrentar o mundo e as pessoas que a rodeavam.Ultimamente esta se sentindo perdida, insegura, com medo, indecisa, sem saber quem realmente era, quais eram seus verdadeiros princípios, que modo de vida ela quer ter, no que realmente acredita. Uma mulher tentando se encontrar novamente, que se perdeu na suas atitudes e pensamentos aparentemente seguros. 
Suas idéias são legais, seu pensamento um pouco avançado para sociedade, talvez ela seja feminista demais não sabe ao certo. Olha-se no espelho e não entende, não sabe como chegou alí, só sente que esta cada vez mais próxima do fundo do poço, sente que está se auto-destruindo, que esta acabando com o respeito que demorou tanto tempo para consegui, e que hoje já não resta quase nada(...) Lembra do seu tempo de menina, de inocência, de príncipes, sapos e princesa. Aquela menina cheia de regras, princípios e feliz com ela mesma. Aquela menina tão insegura e ao mesmo tempo tão certa do que era, sabendo discernir o certo do errado. Aquela menina que não era egoísta, nem manipuladora, que abria mão da sua felicidade pelos amigos, que sofria mais tendo a certeza que fez o certo,que morria de amores,mas não passava por cima de ninguém para conquistar aquilo que desejava.Aquela menina cheia de defeitos mas com tantas qualidades.(...)Essa menina foi morrendo a cada rejeição, desaparecendo nas barreiras da vida.Esta menina foi matando cada vestígio de sentimento ,de amor ao próximo,de respeito aos outros.Esta menina cresceu e tornou-se esta mulher sem pudor,entregue a vida,mais impulsiva do que nunca,que fala tudo o que vem a a cabeça, despreocupada com a  imagem e ao mesmo tempo tão preocupada com opinião alheia.Esta mulher que pensou saber de tudo,pensou ter amadurecido,pensou ser mente aberta e por um tempo acreditou ser feliz.Ela hoje não se respeita,não tem o respeito dos amigos,virou uma pessoa amarga,cínica,sonsa,egoísta.Uma menina que era tão amada e tão pudica,tornou-se em alguém cheio de inimizades,que magoa as pessoas por puro prazer e desejo.Ela não se entende e nem sabe mais quem é.Não sabe o que quer e o errar virou já  algo extremamente  natural em sua vida,tão natural que nem perturba mais seu sono.

Um Tchau com gosto de Adeus.

Postado por Beka às 10:06 1 comentários
Coração apertado,olhos cheios de lágrimas e um adeus engasgado.Tudo se resume em duas palavras amor e amizade.Nos últimos anos te vi  crescer, amadurecer.Te vi caindo e tentando ter forças para levantar.Te vi acuada,sentindo-se  só,com milhões de amigos ao seu redor deixando claro que só você não estava.(...) Você me acompanhou,me ajudou,enxugou minhas lágrimas,me deu colo,me acolheu e quando estava esperando alguma bronca você me surpreendeu,dando força e apoio.Há algum tempo decidiu seguir seu caminho,ir em busca daquilo que te faz bem,se liberta do passado e finalmente esta tendo coragem para ir em frente.Hoje não é dia de tristeza,de aperto ou de choro.Hoje não é dia de lembranças tristes ou nostalgia.Hoje não é dia enterro,de luto.Hoje é dia de alegria,o dia do seu recomeço,o dia do seu destino.Hoje é  o seu dia,o dia de levantar a cabeça e não mais pensa na tristeza.(...)Escrevendo e chorando,lembrando das brincadeiras e historias que tivemos.Rindo sozinha lembrando de nossas merdas,do nosso grupo,do nossos anos de inocência e carinho.Amizade, não é o presente,nem o passado,nem o futuro.A amizade esta dentro nos,é aquele carinho único,singular que sentimos quando olhamos para alguém realmente especial.Aquela sintonia pelo olhar,pelo abraço,é chorar juntas,rir juntas(...) Pode se que nunca mais nos vejamos, ou que nos vejamos mais que não seja igual a antes.Eu vou mudar,você também,novas prioridades,novos pensamentos,novas pessoas surgindo.Mas  as lembranças são intactas,as fotos,os gritos,as saídas.Não falo só por mim,falo por um grupo quando digo que saudade será pouco ,saudade é uma misera palavra para descrever este sentimento.Quando meu telefone não tocar,quando passa pelo corredor e não te ver,quando não recebe seus tapas e escutas teu xingamentos.Será pouco,muito pouco para o que vou senti,para o que vamos sentir.Talvez você volte,talvez não.Algo me diz que não,que não vai mais voltar.Que você já foi muito feliz aqui,mas este lugar já não te satisfaz .Algo me diz que você vai a procura da sua felicidade e aonde você for feliz eu vou está por você.Por que amor que é amor não prende,liberta.Amigo que é amigo deseja a felicidade do outro,mesmo que essa felicidade esteja longe.Eu amo você, independente de tudo,da distancia ,do tempo,de tudo.Obrigado por tudo,pelos anos de carinho,de bronca de risos e abraços sinceros. Mas obrigado principalmente por sua amizade e cumplicidade.

domingo, 26 de junho de 2011

Aponta pra Fé e Rema.

Postado por Beka às 21:04 0 comentários
Andando por essas ruas sem rumo, com um tempo só para mim, fiquei pensando. Há algum tempo sofri calada,chorei escondida e rezei. Há algumas semanas, ou meses, senti uma dor inigualável, um sentimento inexplicável, uma sensação não muito agradável .Senti saudades do que não foi, do que existia, do que aparentemente tinha perdido, dado um tempo. Senti saudades do meu sorriso, de uma alegria que pensei ter fugido de mim, dos meus dias. Há algum tempo me vi sem estrutura e pensei não ter forças para aguentar aquilo que veio a acontecer. Perdi a fé em tudo, em quase todos. Perdi a fé na amizade, no amor, na esperança de que tudo pode mudar, que tudo vai da certo. Me vi aparentemente só. Olhei para os lados e uma mistura de acontecimentos tinham me deixado naquele estado, no piloto automático, uma rua sem saída, uma vida sem saída.
   Nesses dias não quis nada, ninguém, algumas pessoas talvez, três no máximo, e quando me vi ali sem forças, prestes a demonstrar fraqueza, tranquei-me no meu mundo, no meu refúgio particular. Não queria demonstrar , não demonstrei, ou melhor tentei não demonstrar(...)
   De tudo algumas certezas, e muitas lições. De todas as  certezas a mais importante, amigos de verdade existem. Amigos que não viram as costas, que falam a verdade na sua cara, e quando você cai estendem a mão pra te ajudar, estes existem, e são nesses momentos, que você não sabe de onde é , ou por que das coisas é que eles se manifestam. Eles simplesmente surgem e tem acompanham, te tiram do fundo do poço, choram as suas dores, atendem seu telefonema a qualquer hora, em qualquer lugar, te acolhem, ficam ao seu lado,e quando tudo já foi dito apenas te abraçam.
  Tudo de ruim que acontece por mais difícil que seja acreditar no lado bom ele sempre existe, mesmo que esse lado seja a apenas o amadurecimento.Saber que sou forte, que não me entrego a dor e encaro, ou pelo menos tento encarar meus problemas de frente já me deixa bastante orgulhosa.
   Nada se resolveu, meus problemas ainda estão lá, muitas coisas precisam ser esclarecidas, muitas brigas ainda podem vim ,muitas decepções. Mas é só recupera a fé, levantar a cabeça e seguir em frente, sem olha para trás, sem medo, sem remorso (...)
  Se a dor for muito forte, chore, chore sozinha, se permita derramar uma lágrima, após isso respire fundo e continue a sua jornada. Pode ser que nada aconteça como você quer, pode ser que o príncipe vire um sapo, que você seja a bruxa, que a fada madrinha não apareça para transformar sua abóbora numa carruagem, mas tudo se ajeita de um jeito ou de outro, tudo se ajeita. A vida, Deus, alguém vai te de indicar o caminho, e vamos simplesmente saber o que fazer, basta ter fé, no meu caso recupera-lá.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Eu e você, nunca foi .

Postado por Beka às 22:02 0 comentários

Tenta conversar não adianta muito,conversas pela metade,só fazem a magoa aumentar.Não tente me entender,não tire conclusões a partir de pequenos fatos ou de coisas que falo sem pensa,tudo o que falo,que faço são impensado.Eu sou tão imutável,que nem vale a pena escutar quando falo de mim mesma.Se nem eu me entendo,como você ou alguém pode saber o que passa dentro de mim? Como pode tirar conclusões sem fatos concretos? Como pode me entender,se a semanas,meses,não procura saber como estou ? Eu não sei de nada quando o assunto em pauta sou eu,mas única certeza que tenho é que meu coração é intocável,inatingível e não tem nem motivos para haver alguma desconfiança.A vida é um telefone sem fio,as pessoas falam,aumentam, pensam alto,o que falam não vale a pena levar em conta,o que falam não se escreve,muito menos deve fica guardado na lembrança.Não fique com medo,nunca passou na minha cabeça está apaixonada,ou me apaixonar novamente muito menos por você.Por que pessoas como eu não nasceram para isso(...) Choro,chorei mais esta dor não foi  de amor,não foi de amor não correspondido ou de uma apaixonada sem noção.Esta dor foi de tristeza pelo rumo da vida,pelo rumo da minha vida.Chorei saudosa, carente de um único amigo.Se chorei  não foi  medo de perde um homem,mais medo de perde uma grande amizade.Foi o medo que invadiu meus dias e fez parte das minhas semanas,medo de vê a historia se repetindo e está de mãos atadas de novo.Não interprete meu sentimentos por mim,não bote palavras na minha boca,nem pense que meu mundo gira em torno de você.Eu te amo e provavelmente sempre vou amar, mas não como um homem,e sim companheiro,o meu companheiro de noites frias,de abraços calorosos.O amigo que pude contar por meses,que me fazia rir,e me serviu como "cano de escape",meu "cano de escape". A mesma ideia que você tem de mim,eu tenho de você.O mesmo sentimento,o mesmo carinho,talvez o meu seja até maior,ou talvez eu ainda seja besta demais de te querer na minha vida.Eu sei o que somos,e não preciso de você me dizendo,o que somos. Eu sei ate onde posso ir,ate onde a gente deve ir. A gente,eu, você ,não eu e você. Eu sempre soube das regras, e nunca pensei em quebra-las,nem NUNCA pensei ir alem,do que somos ou fomos,sei la.Só queria que tudo voltasse ao seu lugar,que tudo se ajeitasse,que nos voltássemos a ser nos.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Cansei.

Postado por Beka às 20:22 0 comentários
As pessoas julgam e se metem na vida alheia como se isso fosse algo normal.Normal ? Aponta os erros alheios,xinga alguém sem conhecer sua essência ,isso é normal ?Se isso for normal,então não quero mais estar aqui,não quero mais falar com essas pessoas,nem fazer parte de grupo de imbecis,misturado com futilidade e infantilidade.Ultimamente escuto calada,todos os julgamentos,todas as criticas e opiniões,mais que saber to cansada disso!. Estou cansada de todos se metendo,de todos dando pitaco,do meu nome estar por ai na boca de pessoas sujas,nojentas que não tem o direito,nem cara para falarem de quem quer que seja. Estou farta,quero que todo mundo vá tomar no cú.Quero que vão tomar conta das suas vidinhas, e deixem a dos outros em paz.Isso não vale só para mim,pois eu fui,sou,apenas a bola da vez.Eu quero que cresçam,que percebam que o mundo é muito alem disso,que existem problemas bem maiores que esses probleminhas ridículos de pirralhos de quinta serie.Abram sua mente,tem gente passando fome,em completa miséria e vocês se preocupando,com merdas,com inúteis que não vão acrescentar nada na vida de ninguém. Vivam suas vidas,comentam seus erros,e não se arrependam,por que eu não me arrependo de nada que faço. E tento não da importância para o que esta acontecendo.Pois só ligo e me importo,com quem amo,só me pronuncio e peço desculpas,pra quem amo e respeito.Para o resto,só pena e desprezo.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Nada mudou,tudo esta diferente.

Postado por Beka às 22:55 0 comentários

Tentando catar pedacinhos da nossa suposta historia.Tentando fazer com que tudo volte ao normal.Tentando ser mais forte do que posso ser.Se nada mudou,então por que esta tudo diferente?Se nada mudou então o que significa essa sensação estranha no meu peito? Por que o gosto do seu beijo não é o mesmo ? Por que não conversamos mais como antes ? Por que os nossos braços já não estão mais entrelaçados ?
Aquela bolha,aquele mundinho só nosso,com as nossas risadas,e brincadeiras tão singular foi destruído,acabado,sem um motivo concreto.Você mudou,eu mudei,nos mudando.Antes éramos eu,você,um quarto e nada mais.Agora,somos eu, você,eles e um mundo la fora.Aquele mesmo mundo que fazíamos questão de nos esconder.Aquele mundo,que precisávamos de um "cano de escape"(...) Eu sei, sou viciada no que temos,ou melhor no que tiamos,é bobagem minha acreditar que tudo esta igual.Colocar uma virgula em uma historia que terá um ponto final brevemente.Talvez não por mim,sim por você. O fato é que estou me desgastando,me destruindo,me humilhando,passando noites em claros,chorando,tentando achar soluções,quando a solução não existe,não neste caso,não para mim.

terça-feira, 31 de maio de 2011

Sem titulo.

Postado por Beka às 12:02 0 comentários


Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros, quero parar de me doar e começar a receber. Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre vírgulas, aspas, reticências. Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar.
Caio F. Abreu

domingo, 29 de maio de 2011

Sentimentos Guardados.

Postado por Beka às 20:20 1 comentários

Sentada sozinha naquela sala escura e vazia,chegou ao fundo poço.Com uma garrafa de vodka, enche seu copo e as lágrimas caem a cada lembrança,a cada musica,a cada cheiro. Arrependida de tudo que foi, de tudo que é. Descontrolada,cansada da imutabilidade de sua vida,esta farta de viver a mesma história,de ver o mesmo final. Pergunta a si mesma até quando vai ser assim? Quando vai aprender que finais felizes não exitem? Que o amor é perda de tempo e dinheiro ?
Afogando as suas mágoas em um único copo, grita para o mundo os tormentos, rir da sua desgraça e por alguns momentos sua máscara cai. Ninguém sabe, ninguém entende o tamanho da sua dor,o quanto esforço ela esta fazendo para manter o sorriso.Ninguém viu,mas ela chorou aquela noite, chorou ate não aguentar mais,chorou de desgosto,de raiva,envergonhada de ser quem ela é.Tudo o que vê, é uma imagem distorcida do verdadeiro eu.Tenta procurar aquele olhar inocente e alegre que existia, mas nada encontra, ao menos gostaria de se reconhecer no espelho.Suas atitudes não condiz com o que pensa,com o que acha certo(...) Esse sentimento enroscado em suas veias, essa teia de aranha que se chama vida, fez com que esquecesse de si mesma, do seu amor próprio, cometesse erros imperdoáveis e magoasse aqueles que ama. Atitudes auto-destrutivas,falta de limites estão afastando quem ela mais deseja.Tentando fazer o certo,tentando achar uma solução racional,tentando não ser tão impulsiva e inconsequente,essas atitudes já não a satisfazem mais. A mulher que existia regrediu,tornou-se uma menina,acuada pelos seus medos e fantasmas do passado. O incrível é que dessa vez ela não quer mais lutar,não quer mais superar,e nem pensa em um final feliz.Desta vez ela aceitou sua condição,não vai mais tentar mudar as regras do jogo,apenas ficar ali,deitada em seu tapete chorando as suas dores.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Cinco minutos.

Postado por Beka às 18:58 0 comentários

Cinco minutos ,é só desse tempo que preciso para me recuperar. Eu sei, talvez você não entenda, mas esta tudo tão difícil para mim, tudo tão confuso e sem expectativa alguma,minhas emoções estão perdidas,meu coração bate em uma baixa frequência como se desejasse parar de bater,como  se não tivesse mais forças,como se estivesse acostumado com o sofrimento. Eu preciso apenas de um tempo sem ouvi sua voz, nem seu nome. Um tempo sem precisar saber o quanto você esta feliz ao lado dela, o quanto seus dias ganharam sentido após o surgimento dela. Um tempo sem saber que ela é a mulher certa para você (...) Por favor me deixe quieta por alguns minutos, ao menos nesse tempo não me diga que sente saudades, não diga que precisa de mim. Por favor, te imploro não torne as coisas mais difíceis, não me deixe sofrer ainda mais. Eu só preciso me acostumar com esse novo rumo da vida, me desprender do passado e tentar enxergar o lado bom da situação. Mas está tudo tão doloroso,ter de sorrir quando o meu desejo é ficar trancada em meu quarto,dormindo e sonhando  com tudo o que não consegui ser. Difícil ser forte só para não demonstrar inferioridade.Odeio isso ! Odeio perde o controle da situação. Odeio a forma como nos falamos. Odeio esperar seu telefonema durante a madrugada. Odeio fraquejar. Odeio me sentir indefesa. Odeio o fato de ter estragado tudo de novo (...) Te peço apenas cinco minutos para eu surta e depois fingir que esta tudo bem. Cinco minutos para enxugar minhas lágrimas e escrever tudo o que sinto. Cinco minutos para gritar meus tormentos e minhas dores mais intimas. Mas não preocupe,depois desse tempo voltarei a ser eu mesma,ou melhor voltarei ao meu personagem.

domingo, 22 de maio de 2011

Melancolia.

Postado por Beka às 14:45 0 comentários

Sabe quando chega um momento em que nada importa ? Em que tudo que te fazia feliz,perdeu o sentindo? Eu acho que é isso,já não sei mais o que estou fazendo.Perdi a noção de tempo,espaço,amizade,amor.Perdi a noção do certo,só faço besteira,só penso em besteira,quando penso é claro..Uma dor invadiu minha vida,uma perda que tirou meu chão.Uma descoberta que preferia não descobrir.(...) Nova vida,novas pessoas,talvez seja isso que me faz seguir.Acho que perdi meu amor próprio,aquele que demorei tanto para construir.Que merda!to de saco cheio de você.Por favor some da minha vida,não aguento mais te espera,não aguento mais sonhar com você,não aguento mais lembrar.Eu preciso,eu tenho que sair daqui,eu preciso não seguir teus passos,já não quero mais chorar.Uma raiva de mim mesma,um odeio da minha fraqueza,da minha infantilidade,tenho nojo ao me olhar no espelho.Tenho nojo ao lembrar de você,Tenho nojo dessa dor.E essa tristeza que insiste em mim seguir,e por mais que eu tente ficar bem,ela não me abandona,ela não me deixa em paz,não me deixa viver.

"Quase "

Postado por Beka às 14:14 0 comentários

Mas se eu tivesse ficado, teria sido diferente? Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais -por que ir em frente? Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta,camisa jogada na cadeira, uma fotografia –qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido.Eu prefiro viver a ilusão do quase, quando estou "quase" certa que desistindo naquele momento vou levar comigo uma coisa bonita. Quando eu "quase" tenho certeza que insistir naquilo vai me fazer sofrer, que insistir em algo ou alguém pode não terminar da melhor maneira, que pode não ser do jeito que eu queria que fosse, eu jogo tudo pro alto, sem arrependimentos futuros! Eu prefiro viver com a incerteza de poder ter dado certo, que com a certeza de ter acabado em dor. Talvez loucura, medo, eu diria covardia, loucura quem sabe !

Caio F. Abreu

!

Postado por Beka às 13:57 0 comentários

Me entende, eu não quis, eu não quero, eu sofro, eu tenho medo, me dá a tua mão, entende, por favor. Eu tenho medo, merda! Ontem chorei. Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido.Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.Versos brancos.Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje é já outro dia. Chorei. Apronto agora os meus pés na estrada. Ponho-me a caminhar sob sol e vento.Vou ali ser feliz e já volto.

Caio F. Abreu

sábado, 21 de maio de 2011

Amor para quem entende.

Postado por Beka às 08:51 0 comentários

As vezes um sentimento de tristeza,me invade,impregna em minha vida e eu não sei como levantar.Ultimamente to vivendo por viver,fazendo as coisa por fazer e tentando, repetindo pra mim mesma silenciosamente que tudo vai ficar bem,que essa fase vai passar.Me sinto perdida,e não tenho forças para assumir o que quero,para dizer o que penso ,para enfrentar os problemas e a vida de frente.O medo esta mandando em minha vida e a cada dia que passa,te sinto mais distante,sinto que te perco aos poucos,com minha atitudes infantis,com esse meu orgulho imbecil,com essa minha teimosia.Desculpa mais não tenho coragem,não consigo enfrentar meus medos,não consigo me desprender do passado,não consigo mais ser eu mesma(...) Me mandaram tomar uma decisão,eu sei o que quero,sempre soube,mais não consigo nem pensar nessa hipótese,de todo o jeito vai doer,de todo jeito eu vou me magoar,prefiro sofre em silêncio,prefiro escrever,ocupar minha mente(...) A verdade é que sou uma medrosa,que pensar em você me assusta,pensar em nos( se é que posso falar nós) faz meu corpo tremer,que eu não suportaria escutar a verdade,muito menos conviver com a rejeição.Então prefiro ficar imparcial,viver minha vida,traçar meu objectivos e deixar o assunto amor,ou qualquer coisa relacionada com o " a dois " bem longe de mim,deixar esse assunto para pessoas que entendam,que tenha a capacidade e a sorte de serem correspondidos.Isso definitivamente,não é para mim .

Poema .

Postado por Beka às 08:21 0 comentários
Eu hoje tive um pesadelo e levantei atento,a tempo.Eu acordei com medo e procurei no escuro,alguém com seu carinho e me lembrei de um tempo.Porque o passado me trás uma lembrança do tempo que eu era criança,e o medo era motivo de choro desculpa pra um abraço ou consolo.Hoje eu acordei com medo mais não chorei,nem procurei abrigo.Do escuro eu via um infinito sem presente,passado ou futuro.Senti um abraço forte, já não era medo,era uma coisa sua que ficou em mim,que não tem fim.De repente agente vê que perdeu,ou esta perdendo alguma coisa,morna e ingénua que vai ficando no caminho,que é escuro e frio,mas também é bonito porque é iluminado pela beleza do que aconteceu há minutos atrás.
Ney Matogrosso.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

De Que Adiantaria ?

Postado por Beka às 13:02 0 comentários


Vivendo no piloto automático tomada pela dor e uma necessidade de ser forte,de se mostrar forte.Fechando os olhos para as criticas,paras as pessoas,tentando seguir ou talvez fugir,desaparecer,ir para um lugar onde ele nunca vai atingi-la,onde seu nome não seja pronunciado a cada cinco minutos,onde as lembranças não a alcancem.Um lugar onde o gosto do primeiro  beijo e de todos os outros será quase que inexistente e o som da sua voz não estara mais em sua cabeça(...) A cada desventura da vida,a cada vez que seu coração é partido,que seu amor é rejeitado,a cada vez que as lágrimas escorrem,que sua fé nos homens é posto em prova,que sua esperança é quebrada,ela foge.Foge e se tranca novamente em sua torre particular,em seu mundinho de sonhos e promete para si mesma nunca mais se deixar levar pelas emoções,nunca mais derrubar as barreiras do seu coração,nunca mais dar abertura a ninguém.Cansada de cair,cansada de sofrer,tenta dizer que esta tudo bem.Vivendo de mentiras,mentindo pra si mesma,escondendo seu verdadeiro eu,escondendo o que realmente sente.Talvez porque ela não se sinta preparada para dizer.E se dissesse,qual diferença faria ? Se ela corresse atrás,deixasse seu orgulho de lado e gritasse ao mundo o que ela esta passando,faria alguma diferença ? Ele já se foi,já virou a pagina, e encontrou alguém.Ele já nem liga mais para ela,muito menos sente sua falta.Então para quer arriscar ? Só para dizer que tentou ? Não,ela não vai passar por tudo isso de novo.Não vai arriscar algo sabendo da resposta,sabendo de todas as formas possíveis qual o final dessa historia,e principalmente para meninas com ela (...) Triste e alegre ao mesmo tempo.Alegre pois sabe que fez o certo,talvez este certo seja doloroso,mas de que iria adiantar viver de sonhos e de idealizações? O certo doí,mas sem a dor não existe a vitória,a dor passa e o sentimento de dever cumprido fica.Tristeza não é bem o que ela sente no momento,é algo inexplicável,é um pensamento não formulado,um sentimento cujo faltam as palavras para descrever (...) E quando anoitece a máscara cai,as lágrimas invadem,a cama torna-se grande demais,o sono passa.Ela fecha os olhos e implora que aquela dor amenize,que o aperto em seu coração seja passageiro.Pensamentos avulsos,sentindo um entranho vazio,uma sensação de inutilidade,desespero,impotência.Ela só deseja seguir em frente,encontrar um caminho onde não tenha que cruzar com ele,encontrar finalmente uma luz no meio de toda essa escuridão.

sábado, 23 de abril de 2011

Já não Faz Sentido .

Postado por Beka às 10:01 0 comentários


Você grita,me agredi verbalmente, eu finjo não escutar,finjo não me importa, tento passar impressão que esta tudo bem.Coloco um sorriso no rosto e penso comigo mesma: Pra que brigar e destruir esse momento ? Você me magoa inconscientemente com suas atitudes impulsivas,e com esse seu jeito meio desligado de ser,o mundo pode esta acabando  la fora e você nem se quer iria perceber (...) Eu tento,eu estou tentando apagar as magoas e curti o momento.Com  palavras presas na garganta,uma agonia no peito,  uma vontade louca de grita,de esfregar na sua cara tudo o que me atormenta,tudo o que eu queria dizer e deixei de lado  só para não perde o que temos.E fico aqui parada,a espera de um deslize,ou sei la, um motivo que me  dê coragem pra te dar um adeus definitivo.O pior é que já perdia as contas de quantas vezes tentei te dar adeus e na hora não consegui ir em frente,não consegui manter minha palavra.As vezes tenho a impressão que perdi meu amor próprio,que por mais que tente ser independente,em algum momento baixei a guarde e deixei que pisassem em mim,que de alguma forma me permitir ser humilhada.Logo eu,eu que sou tão feminista e tão segura de mim mesma.O fato é que me acostumei com sua presença nas noites frias,com teu abraço de consolo,que me acostumei em de alguma forma não esta sozinha(...)
Estou acostumada,acomodada e passando por cima do meu orgulho para que tudo possa ficar bem.Só que dessa vez você foi longe demais, as frases ditas martelam em minha cabeça por noites,o que era bom já não tem mais graça,nem sentindo algum,e quando chega nesse ponto sabemos que é a hora de parar.

What Do You Want ?

Postado por Beka às 09:59 0 comentários


Tem horas que nem as palavras conseguem descrever,as emoções que viram luz e reflectem em você.Fico sem saber o que falar e o que sentir,se quando estamos a sós o mundo se transforma.E a minha segue a batida crescente do teu coração,me indicando o caminho para a perfeição,e nos segundo que antecedem o beijo percebo que é só isso que preciso pra viver. 
[Funpark ]

terça-feira, 12 de abril de 2011

Você,sempre você .

Postado por Beka às 18:47 0 comentários

Dizer que te apaguei por completo da minha vida seria uma grande mentira de minha parte,mas dizer que sofro com sua presença já exagero demais.O fato é que não sinto nada,nem tristeza,nem alegria,ou sei lá,um sentimento meio inexplicável.Hoje já não me incomodo com sua presença,com seu toque,com olho no olho.Me libertei desse sofrimento,descobri que tenho amor próprio,que minha felicidade não depende do seu humor,nem do seu beijo.Descobri que sonho e realidade são algo totalmente distintos,e que manter os pés no chão é necessário (...) Por você chorei,sofri,passei noites em claro,tentei segurar as lágrimas e seguir em frente.Quantas vezes cair,e me entreguei a uma dor que parecia não ter fim ?!    
Por você fiz loucuras,queimei minha imagem,parei no tempo, vivi de lembranças,e mesmo assim  com você amadureci ideias e criei conceitos (...) Simples,você será sempre você,o meu carrasco,o  meu príncipe encantando,meu amor platónico,meu amigo,meu anjo,meu homem de vestido,minha historia com reticências(...).Todos os momentos estão gravados em minha mente mas aquela dor,aquele desespero,este já não existe mais,as lágrimas secaram e deram lugar a sorrisos. Talvez eu esteja escrevendo como uma forma de te dizer e ao mesmo tempo me mostrar que te superei,que o passado ficou para trás,que nada mais me atingi e o principal que eu mudei.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Contradição.

Postado por Beka às 17:57 0 comentários

Quero estar com você, ao mesmo tempo que fujo do seu olhar.Quero conversa com você,te dar abertura, ao mesmo tempo que te excluo da minha vida.Quero voltar no tempo e reviver todos os nossos momentos,ao mesmo tempo que penso no futuro mais próximo,quando a sua imagem vai desaparecer de vez da minha mente.Eu quero o teu abraço,senti tua pela na minha,o gosto do teu beijo,o teu cheiro tão singular.Eu quero dormi em teus braços,alisar teu rosto e fica olhando as estrelas a noite toda.De que importa ? De que importam os meus desejos, se eu vivo em uma doce ilusão,idealizando algo inexistente,pensando que a vida e contos de fadas são iguais,que você é meu príncipe encantado,que em um passe de magica todos os problemas se resolveram e você será tão apaixonado por mim quanto eu sou por você(...) A verdade é que sou uma covarde,uma fraca e não suportaria a ideia de não ter ao meu lado,ou de te ter ao meu lado sem te tocar.Eu só peço um pouco de compreensão,eu preciso de um tempo,eu preciso deste tempo,pois estou cansada de chora,de sofre,de esperar algo que não chega,meu corpo,meu coração,minha alma clamam por descanso,não quero mais lutar contra o destino.Só eu sei como esta sendo difícil apagar cada pedacinho de você existente em mim.Só eu sei como doí  fazer o que é certo,e ter de fingir que tudo esta bem,quando por dentro tudo esta destruído.Não sei como será daqui pra frente,não sei se irei conseguir manter minha palavra,não tenho certeza de nada(...)  há não ser que Te amo .

quarta-feira, 30 de março de 2011

Um Jeito Poético De Dizer...

Postado por Beka às 20:12 0 comentários



Você tem o poder de transformar meus sentimentos,de me fazer entrar em transe.Não,não sorria,não fique feliz.È só uma forma poética de dizer que estou de saco cheio de tudo,estou farta de você e dessa mudança de humor.Estou cansada de tentar entender seus pensamentos e tentar enxergar um pouco de verdade nas suas palavras.È sempre assim,a culpa é sempre sua!
Por que tem sempre que acaba com tudo ? Por que quando estamos aparentemente bem,você vem e destroi tudo?(...) Ah que saber ?! Vai a MERDA! E me faça um favor,desapareça,suma por uns tempos,desapareça da minha frente por que so de pensar em te encotrar meu sangue ferve,meu coração pulsa de raiva.Por que eu não aguento mais tentar te entender,não aguento mais essas longas noites acordada me martirizando e mim perguntando o que fiz de errado desta vez,qual foi o grande pecado que cometi. Não aguento mais esse joguinho,não quero mais brincar,não quero mais estar perto.Sinceramente já to cansada de dar sempre o braço a torce,de engoli meu orgulho,de correr atrás mesmo quando é você quem da o primeiro passo.Sinceramente to cansada de esperar,to cansada de você e desse projeto de historia que nao estamos mais vivendo.Desculpa,mais tudo que é bom tem um fim e o nosso chegou.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Viver Sem Julgamentos .

Postado por Beka às 19:44 0 comentários
Perdida,tentando decifrar meu verdadeiro eu. Procurando uma liberdade não existente,procurando tomar minhas próprias decisões,desejandoo ser livre para pode errar em paz, e aprender com meus erros.Vivendo em meu mundo particular,longe das mentes maliciosas, das línguas afiadas.Vivendo com a mentira e o cinismo,arcando com as consequências dos meus actos,encarando os problemas de frente,sem medo de fraquejar,sem abaixar a cabeça para as adversidades.Cansei dessas futilidades,desse mundinho resumido em que vivo.Não quero fazer parte de um mundo em que os abraços são falsos,em que o Eu te amo tornou-se algo banal.Não quero conviver com pessoas,que te olham com desconfiança e que estão pronta para te julgar,em qualquer oportunidade.Definitivamente não quero viver em um lugar onde as amizades não são sinceras e o para sempre significa por alguns minutos,por algumas semanas (...) Fugir,recomeça,se reinventar talvez seja a única opção.Quero ter o direito de cair e me levantar sem ninguém me criticando e apontando meus defeitos com se de repente todos fossem perfeitos. E a verdade é que vivemos em um mundo de aparências,de pessoas infelizes,de pessoas que escondem que realmente são.Felizes são aqueles que erram sem medo,que não tem medo de mostrar quem são e não estão nem um pouco preocupado com a opinião alheia.No fundo todos querem ser assim,mas poucos tem coragem (...)

quinta-feira, 10 de março de 2011

Ação e Reação

Postado por Beka às 08:21 0 comentários



Um nó na garganta, um aperto no coração,olhos cheios de lágrimas e uma raiva incontrolável de si mesma. Vontade de sumir do mapa,morar em um planeta desconhecido,abandonar tudo e todos.Tentando entender no que se transformou,e o que esta fazendo da sua vida.Sem noção das coisas,tornou-se uma menina sem limites,sem saber distinguir o certo do errado.Perdida na escuridão,sem rumo algum,chega ao fundo do poço e não tem ideia de como vai se levantar(...) Olha no espelho e não se reconhece,maquiagem borrada pelo choro desesperado e pelas mãos enojadas.Uma ânsia de vómito a cada vez que pensa em si mesma e nesse ser irreconhecível.O arrependimento é a única palavra que conhece ultimamente.Imagem suja,vida suja,pessoa suja.Anestesiada,trancou-se em seu mundinho e de lá não quer mais sair,procura não pensar,procura continuar, mas os pensamentos vão e voltam em uma enorme frequência.O choro não faz o tempo voltar e a fuga não vai fazer do mundo um lugar melhor,muito menos fazer com que tudo desapareça.O fato é que toda ação tem uma reação e se não consegue conviver com as consequências dos seus atos não faça.Talvez ela tenha demorados para compreender isso e quando finalmente compreendeu já era tarde demais.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Jogo Aberto.

Postado por Beka às 16:13 1 comentários

Preciso de você,será que não entende ? Preciso dos seus beijos,preciso do seu abraço,preciso sentir seu corpo no meu.Por que é tão difícil para você escutar isso,se é a mais pura verdade.Será que não entende que esta fugindo? Que ao sair por essa porta,vai estar fugindo de tudo o que vivemos, e de você mesmo.Ele então fechou a porta e voltou a sentar.Me disseram para mentir,para não falar o que sinto,para fingir o que não sou, e talvez assim eu conseguisse seu amor.Mas que saber,cansei de fingir!  Que o mundo cai sobre a minha cabeça,que um onda enorme nos engula,que a escuridão tome conta de tudo.Mas não vou permitir que você vá embora,não antes de dizer tudo o que sinto,não antes de você admitir que também sente.Eu menti,manipulei,briguei comigo mesma todos os dias,e quando saiamos para jantar,me mascarava, e para que ? Se no final,você esta indo embora do mesmo jeito.Ei, olha aqui, bem fundo nos meus olhos, e me diz que não significo nada para você.Olha nos meus olhos e diz que não pensou em mim quando estava dormindo,ou que a minha imagem nunca surgiu do nada na sua cabeça.Qual problema nisso? Eu também faço jogo duro,mais estou farta já.Quando o telefone toca,saio correndo para atender e quando vejo que é você meu coração quase sai pela boca,quando sei que vou te ver,minhas pernas tremem.Por dentro esta tudo a mil por hora,mas por fora tudo tão calmo.Vamos,diga pra mim que isso também não acontece com você que te deixo ir,te devolvo a chave do carro e não te procuro nunca mais.Agora pense bem,quando digo nunca é nunca.Não vão mais existir telefonemas,mensagens,jantares,nem gargalhadas,nada .Nem o som da minha voz,nem meu perfume,simplesmente um adeus. Sim,é óbvio que me apaixonei,mas vou fazer questão,de não pensar nisso (...)  Ele escutou tudo em silencio,e em silencio levanta ,anda até porta gira a maçaneta e sai, sem dar uma adeus,sem olha para trás,também nem teve coragem. E se olhasse para tras poderia vê-la chorando compulsivamente,escorregando aos poucos pela parede,tomada pela dor,uma pontada em seu coração a cada frase,dita e não dita por ele.Após alguns minutos, a porta abre ele olha em seus olhos e a toma nos braços.Um beijo,e uma única frase : Sim, Eu te Amo.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Apenas Curtindo .

Postado por Beka às 17:58 0 comentários

Confusão,gritaria.Em minha cabeça só ouço vozes dizendo o que tenho o não que fazer.Pessoas tentando me decifrar,tentando encontrar algo dentro de mim que não existe e nem nunca vai existir.Pessoas querendo entender o que eu sinto,melhor que eu mesma(...)Meu coração acelerado não significa nada,as vezes até esqueço que tenho um,ou melhor,eu tenho um,totalmente despedaçado,com um muro e uma placa enorme falando:Não ultrapasse.Um sorriso regado a lágrimas,e uma felicidade passageira.Chego a um ponto,onde não existe nem razão,nem coração,nem impulso,sou apenas eu,deixando as coisas fluírem.Sou eu a beira de uma abismo,com os olhos fechados,os braços abertos deixando o vento me levar.Não sei onde estou,nem para onde vou.Não sei qual o final dessa historia e sinceramente cansei de decifra a vida,demorei mais percebi que nem sempre existem finais felizes,que a vida nem sempre é da forma que esperamos,e que os contos de fada não passam de livros,com uma mensagem de esperança.Então por favor,não me decifrem,não me julguem,me deixem viver(...) Não sei o que estou fazendo,nem estou tentando entender,apenas estou fazendo, e vendo no que vai dar. Se tudo é preocupação, não se preocupem,eu estou bem,eu aprendi com os meus erros e não sou mais aquela menininha de antes,acho que amadureci.

Fugindo.

Postado por Beka às 17:11 0 comentários

Não choro mais. Na verdade, nem sequer entendo porque digo mais, se não estou certo se alguma vez chorei. Acho que sim, um dia. Quando havia dor. Agora só resta uma coisa seca. Dentro, fora. Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso.A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso. A única magia que existe é a nossa incompreensão.Frágil – você tem tanta vontade de chorar, tanta vontade de ir embora. Para que o protejam, para que sintam falta. Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço. Um dia mandará um cartão-postal de algum lugar improvável. Bali, Madagascar, Sumatra Escreverá: penso em você. Deve ser bonito, mesmo melancólico, alguém que se foi pensar em você num lugar improvável como esse. Você se comove com o que não acontece, você sente frio e medo.
Parado atrás da vidraça, olhando a chuva que, aos poucos começa a passar.


Caio Fernando Abreu

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Antes e Depois.

Postado por Beka às 07:55 0 comentários


Uma parte das lembranças estão adormecidas.Uma parte de mim faz questão de esquecer da sua existência,faz questão de não tocar no seu nome.Uma parte de mim vive bem com sua ausência,mas a outra chora a sua perda.Olho suas fotos,sinto o seu cheiro e doí,uma dor tão profunda,uma ferida não cicatrizada,que eu insisto em não deixar fechar.E essas cicatrizes me ajudam a seguir em frente,me transformaram e em uma pessoa que estou tentado decifrar.Foram essas cicatrizes que me mostraram novos caminhos,uma nova forma de ver a vida,um novo jeito de abrir minha mente.E as vezes eu ainda choro,as vezes escuto nossa musica,fecho meu olhos,e lágrimas escorrem pelo meu rosto.Não choro pela dor de uma amor não correspondido, e sim pela falta dos seus conselhos,pela falta da sua cumplicidade.Quando você saiu pela aquela porta sem olhar pra trás,quando simplesmente sumiu sem me dar um adeus se quer,o mundo desabou,meu chão sumiu,a solidão foi minha maior e única companhia.E eu pedia:Não me abandona! Não me deixe só! Eu não saberia viver sem teus carinhos,sem teus conselhos,sem tua amizade.Você se foi,e uma confusão de sentimentos tomou conta de mim,raiva,ódio,alegria,tristeza,rejeição,uma mistura e por fim a gratidão,a compreensão.Hoje eu sou bem mais do que pude imaginar,hoje eu tenho duas faces não sei bem o significado disso,estou apenas me descobrindo.Hoje eu tenho o antes e depois de você (...) Hoje talvez eu esteja mais segura,talvez eu mim ame bem mais,tudo isso graças a você.Talvez um dia agente possa se encontrar e rir de tudo,pode ser,quem sabe!Pois as luzes ainda não acederam,a tela ainda não escureceu e o Créditos finais estão longe de aparecer.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Porque So Você me Entende .

Postado por Beka às 18:19 1 comentários


Porque você sempre estar ao meu lado, sempre me mostra o lado bom das pessoas, até mesmo o meu lado bom.
Porque você enxuga minhas lágrimas, grita comigo, e fala as verdade de forma que não magoa tanto quanto deveria.
Só você tira meu lençol, pula em minha cama e arranca um sorriso do meu rosto nos dias mais obscuros.
Só você, tem a paciência necessária para me aturar e para rir das minha besteiras.
Seguindo pela trilhas da vida,pude te conhecer e ao seu lado sei que estou segura,sei que sempre existirá alguem para mim proteger, mim da um colo.
Por que juntas quebramos rótulos, construímos uma historia só nossa, com nossa cara,com nosso coração.Por que juntas nos tornamos mulheres, e aprendemos a nos proteger dos perigos da vida.E hoje nenhuma palavra precisa ser dita, nos entendemos pelo olhar,pela forma de mexer o cabelo ,pela respiração irritada. Hoje somos uma só pessoa, somos irmãs de coração, juntas estaremos, juntas fomos eternizadas em nossas lembranças .

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Até Logo .

Postado por Beka às 18:09 0 comentários
O que são meses longe de você,se cada dia que passamos juntos valerão por anos ?
O que são noites trancadas em meu quarto chorando,se cada noite que dormimos juntos,foram eternizados em meus sonhos ?!
Vai meu amor,vai e volta pros meus braços,vai tranquilo que a nossa historia esta apenas começando.Não,não se preocupe com essas lágrimas,é apenas a saudade chegando,desculpe mais foi a unica forma que encontrei para desabafar.E cada dia que estiver longe,pensarei em você e cada vez que olha da sacada do meu quarto lembrarei do seu sorriso,do som da tua voz.Com a certeza de que os meses voarão,com a certeza de que essa despedida não é um adeus e sim um até logo(...)

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Ausência.

Postado por Beka às 18:57 0 comentários

Foi difícil,mas aprendi a viver com sua ausência.Aprendi a viver sem seu toque,sem o cheiro da sua pele, e principalmente sem o gosto do seu beijo.Minhas pernas estão firmes e meu corpo já não treme mais quando ouço seu nome.É triste saber que um sentimento tão lindo e puro acabou dessa maneira,que após uma historia como a nossa,nada tenha restado a não ser  as mágoas que me acompanham todos os dias quando acordo.Podíamos ser tudo,podíamos ser amigos para sempre,podíamos  ao menos nos falar.Podíamos ser confidente secretos,podíamos ao menos dar um bom dia.Podíamos passar a tarde toda deitados no sofá e rindo do que passou,podíamos ao menos acenar um para outro.Perdi as contas de quantas noites dormi chorando,pedindo para que tudo voltasse ao normal,até que um dia percebi,que nada nunca mais ia ser como antes.Foi difícil mais conseguir, fui eliminando cada pedacinho de você existente em me, até que não restou nada,absolutamente nada(...)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Uma cama, Um casal .

Postado por Beka às 19:09 0 comentários
Uma noite escura, o céu estrelado, o tempo meio instável. Em uma cama eles ficaram até adormecer, trocaram confidências madrugada adentro, risadas gostosas e verdadeiras,brincadeiras secretas e piadas que só eles entendiam, que só eles achavam graça .Entre um conversa ou outra, beijos loucos e ardente, beijos lentos e demorados, beijos que tinham ainda o gosto do primeiro, não tão afobado quanto o primeiro, mas com aquela mesma intensidade, com aquele mesmo desejo, carnal, sexual .Em um único travesseiro emborcados, eles se olhavam e se tocavam, nenhuma palavra, nenhum som, a não ser o som da respiração e os pingos da chuva batendo na janela.
Ela contornava o traço do seu rosto, como se fosse a primeira vez que o tocava. Ele estava apenas quieto e pensativo e então quando abriu os olhos apenas comentou das estrelas.
Abraçados estavam, não tinham nada, não eram nada, e ao mesmo tempo por algumas horas eram tudo, por algumas horas estavam ligados, por algumas horas felizes simplesmente saíram de órbita.

Eterna Romântica.

Postado por Beka às 08:41 0 comentários


Talvez alí dentro em algum lugar bem escondido ainda reste um pouco de romantismo.Talvez ela seja um eterna romântica, tentando fugir dos perigos que o amor oferece. Ela nunca desejou ser fria e calculista, nunca quis tomar as rédeas da sua vida, mas chegou um momento em que seu coração já não aguentava mais sangrar. E saía todos os dias andando pelas ruas, tão segura de si, tão segura de que desta vez o sofrimento foi banido da sua vida para sempre, só que por dentro não é nada mais que uma pobre menina assustada, a espera de um príncipe encantado, um rapaz que mude sua cabeça, e liberte-a dos seus medos. Com ele tudo vai ser diferente, com ele não mais existirá o passado ou futuro, apenas o presente.Com ele os segundos se transformaram em horas e as lágrimas desapareceram instantaneamente. Ao seu lado não haverá preocupação, nem responsabilidade, nem cobrança, nem drama e tudo será tão natural como a sucessão dos dias e das noites.Então talvez sim, talvez ela seja uma eterna romântico tentando adaptar-se aos dias atuais, tentando não ser mais uma bobona apaixonada (...)   E assim ela construiu um muro ao seu redor, com a esperança de que um dia ele apareça.
 

Conforting lie Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review